Uma Prática Para Melhorar a Conexão Com Seus Filhos

Esse texto já foi lido7437 vezes!

Uma das práticas que eu aprendi com a Paty Wipfler, fundadora do Hand in Hand Parenting, chama-se “Momento Especial”.  É um tempo, 5, 10, 15, 30 minutos, no qual você se dedica exclusivamente a estar com seu filho. No começo, eu achava que isso era uma técnica baseada naquele velho chavão de que “qualidade é mais importante do que quantidade” e que servia para acalmar os pais que passam a maior parte do dia longe das crianças. Mas ao longo de meses de prática, percebi que é algo muito mais profundo e transformador do que isso.

(Clique aqui se estiver interessado em fazer um curso online para aprender essa e outras práticas que vão melhorar sua relação com seus filhos)

Para quem vê de fora, essa prática parece muito simples. As instruções são:

  1. Escolha um dia e horário
  2. Escolha a quantidade de tempo
  3. Garanta que nada e ninguém vai interromper sua prática
  4. Fale para seu filho: “eu tenho X minutos para ficar apenas com você e fazer junto o que você quiser.”
  5. Espere seu filho decidir o que quer fazer e coloque o alarme para o tempo combinado
  6. Fique presente, entusiasmado, carinhoso e faça tudo o que ele pedir (desde que não ponha em risco a criança, você, ou objetos de valor)
  7. Não corrija seu filho. Não use esse tempo para ensinar nada.
  8. Quando o alarme tocar, diga que o momento especial terminou. Fale que gostou muito desse tempo juntos (desde que isso seja sincero) e que outro dia farão novamente

Quando bem feito, esses momentos especiais ajudam a criar uma relação de confiança profunda entre a criança e o adulto e permite que a criança traga questões que possam estar incomodando. Depois de alguns Momentos Especiais, seu filho pode lhe contar algo que está acontecendo na escola e que ele não está gostando. Ou sua filha pode conseguir chorar e colocar para fora a tristeza que sente quando o pai viaja por muito tempo a trabalho. Enfim, os filhos ganham confiança para demonstrar e extravasar suas emoções conosco, os pais.

Alguns pais que fizeram o curso online Melhorando a Conexão Entre Pais e Filhos disseram que não precisam dizer que estão fazendo momento especial pois normalmente já fazem isso, sem ter que colocar alarme ou chamar desse nome.  Uma mãe, me disse que todo dias as 10:00 ela descia com a filha para uma área específica no prédio e ficavam lá até a hora do almoço brincando. Aí eu me dei conta que não estava explicando direito a parte mais importante dessa prática: o estar presente, entusiasmado e carinhoso.

Quando eu faço um Momento Especial de verdade é como se eu estivesse naquele estado meditativo no qual consigo viver o presente sem que pensamentos sobre o passado ou o futuro interfiram. Para conseguir isso, eu faço duas coisas:

  1. Estar Presente: Observo cada movimento, cada micro-expressão da minha filha ou do meu filho (pois essa prática deve ser feita apenas com um filho de cada vez), como se fosse algo inédito para mim. Ou seja, mesmo que durante o momento especial ela esteja fazendo algo que faz diariamente, como desenhar por exemplo, eu coloco uma atenção diferenciada e observo o deslizar de sua mão no papel, a forma como ela torce o lábio, a posição de sua coluna, os fios de cabelo que caem sobre sua bochecha.
  2. Estar Entusiasmado: durante o Momento Especial, se meu filho pede para eu buscar a massinha azul, ao invés de falar “pega você” ou ao invés de levantar reclamando e devagar, eu dou um salto, falo “é pra já” e volto correndo com a massinha na mão e um sorriso no rosto, como se eu estivesse honrado de poder servi-lo através deste pequeno gesto.
  3. Estar Carinhoso: fico consciente do amor que sinto pelos meus filhos e deixo que meus olhos, meu sorriso, minha voz transmitam esse carinho da forma mais explícita possível

Perguntei para essa mãe que me contou da sua rotina diária de ir brincar as 10:00 da manhã, se ela conseguia sustentar essa prática dessa forma por todo esse tempo e ela respondeu na hora: “Agora entendi que o que estou fazendo não é o Momento Especial.”

Eu geralmente faço Momentos Especiais de 15 a 20 minutos, mas já fiz de 5 minutos e já fiz de 30 minutos. Eu tenho que saber por quanto tempo conseguirei sustentar essa atenção e geralmente sou muito conservador e sempre escolho menos do que eu acho que posso fazer. É melhor fazer um Momento Especial bem feito por 5 minutos, do que mal feito por 15.

Percebi que quanto mais pratico o Momento Especial, melhor fica minha conexão com meus filhos e comigo mesmo. Portanto acredito que é uma questão de qualidade e de quantidade também. Se você só pode fazer uma vez por semana com cada filho, tudo bem, vai fundo. Mas tenho certeza que na medida em que você for sentindo a transformação em você, nos seus filhos e na relação, vai querer fazer cada vez mais.

Assim como a meditação, ou outras práticas, é o fato de praticar que faz a diferença.

(Em breve abrirei as inscrições para a 2a turma do curso online Melhorando a Conexão Entre Pais e Filhos. Se você tem interesse em receber informações, clique aqui.)

 

7 respostas
  1. Thais Ferreira
    Thais Ferreira says:

    Boa noite Marcelo (no meu caso, noite, hehe). Sou professora de educação infantil e achei muito interessante essa técnica de conexão com as crianças, porém, ao mesmo tempo que achei incrível me encontrei em um grande dilema. Gostaria de usar essa técnica com os meus alunos com comportamento mais agressivo, mas me sentiria injusta se fizesse apenas com eles (são três em uma turma de vinte dois alunos sem auxiliar), mas esse tempo consumiria quase todo o meu período de aula (supondo que eu ficasse com cada um 5 minutos, eu levaria três das minhas quatro horas de aula)! Pensei em fazer agrupamentos para cada dia da semana (quatro a cada dia da semana e um com cinco crianças), mas ainda assim n]ao me parece eficaz! Você acha que deveria arriscar ou consegue enxergar alguma solução alternativa para o meu caso? Desde já agradeço a sua atenção!

    Responder
    • conexaopaisefilhos
      conexaopaisefilhos says:

      Oi Thais! Que dilema hein? 22 crianças sem ajuda de um auxiliar. O Momento Especial propriamente dito, requer um ambiente no qual nada interfere na relação entre duas pessoas. Então, se você estiver com uma criança e outras 21 estiverem demandando sua atenção, não será possível fazer essa prática. Mas existem alternativas! Em primeiro lugar, não é necessário fazer Momento Especial todos os dias com todas as crianças. Em segundo lugar, há períodos em que é importante oferecer mais atenção para crianças que estão precisando mais, como parece ser o caso dos alunos com comportamento agressivo. Eu sugiro que você escolha uma dessas três crianças num determinado dia e, sem falar nada, fique ao lado dela por 10 minutos completamente conectada com o que ela estiver fazendo, sem propor nada de diferente, apenas encantada por cada movimento dessa criança. Experimente fazer isso com cada um dos 3 em dias diferentes e veja se há alguma mudança. É possível, que ao sentir tanta atenção, essas crianças sintam-se mais seguras para pedir limites e conseguir extravasar. Qualquer dúvida me avisa e se puder relate como tem sido sua experiência. Grande abraço, Marcelo.

      Responder
  2. Marília
    Marília says:

    Olá!
    Conheci ontem o site e fiquei muito interessada nos textos e no curso.
    Minha filha ainda tem 4 meses. É muito cedo para fazer parte da turma?
    Obrigada!

    Responder
    • conexaopaisefilhos
      conexaopaisefilhos says:

      Oi Marília. Olha só o curso é mais um grupo do que um curso. Sim, tem conteúdo, mas o mais importante são as trocas, as conversas os apoios mútuos. Tem gente com filhos de 14 anos, tem gente com 2 filhos, sendo que o segundo tem 2 meses. Tem gente sem filhos mas que trabalha em jardim da infância. Ou seja, tem de tudo e cada um aproveita de uma forma. Eu adoraria ter descoberto um site como esse quando minha primeira filha tinha só 4 meses. Mas tudo bem! A vida é assim. E você sempre pode começar e sair do grupo a hora que quiser e contribuir com aquilo que quiser. O link para o grupo é esse aqui: http://bit.ly/U2VSk0 Grande abraço, Marcelo

      Responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] forte com os seus pais. Uma das formas para conseguir essa conexão é o que chamamos de “Momento Especial”. É muito poderoso permitir que as crianças escolham e façam o que elas quiserem (desde que […]

  2. […] (***) Para saber mais sobre o Momento Especial, recomendo muito uma visita ao blog Conexão Pais e Filhos, do Marcelo, especialmente a esse post aqui. […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *