Posts

Adultos Autônomos, Crianças Autônomas: um ‘causo’

Semana passada presenciei uma cena inusitada. Estávamos hospedados no sitio da Ana Thomaz e ao acordarmos decidimos que era dia de fazer faxina. Ana mora com o marido e as duas filhas, não tem empregada doméstica nem faxineira. Depois de fazermos nossas aulas de Técnica Alexander e tomarmos café da manhã, começamos a limpeza da casa. Depois de umas duas horas a filha mais velha da Ana que tem quase 8 anos veio perguntar sobre o almoço: “Mãe, posso preparar uma macarronada pra gente comer?”.  Ana concordou e complementou: “Não deixe as crianças menores perto do fogão quando a água estiver fervendo e me chame se precisar de ajuda.” Voltamos para a faxina. Depois de algum tempo Ana foi chamada para ajudar a escorrer a água do macarrão. Alguns minutos se passaram e minha esposa me chamou: “Vem ver essa cena!” E foi essa imagem que eu vi: Leia mais

Ambientes Preparados para Crianças nas Férias

Estamos passando as férias de final de ano com meus pais e minha avó. Já estamos há 4 dias juntos em um apartamento: 5 adultos e duas crianças de 4 e 2 anos. Chove. Nesse post vou mostrar como minha esposa criou alguns ambientes para tornar o espaço mais preparado para as crianças.

Muitas pessoas viajam no final do ano e ficam em casas de parentes, casas alugadas ou hotéis, e raramente nos lembramos de olhar para o ambiente e perguntar: “O que podemos fazer para aumentar a autonomia das crianças ou para criar espaços que as estimulem?” Leia mais

Mamadeiras

Autonomia começa no berço!

Esse texto vai apresentar dois exemplos simples de como os pais podem estimular a autonomia de seus filhos desde muito cedo.

Ano passado, procurando comprar um livro sobre pensamento sistêmico acabei me conectando com o autor e descobri que ele é um pediatra americano aposentando que escreveu livros sobre parenting. Por falar nisso, não consigo achar uma palavra adequada em português para traduzir parenting. Bom, o nome dele é John Gall e traduzi um pequeno texto que está no livro “Hit by a Low Flying Goose”. Ainda não está traduzido para o português, mas já estou conversando com ele sobre essa possibilidade.

Leia mais