Posts

Apego seguro

Um Bom Choro Pode Promover o Apego Seguro

Este artigo é um ótimo resumo do primeiro livreto que estou traduzindo sobre Criação com Conexão. Se você quer ser avisada (o) sobre o lançamento dos livretos, clique AQUI e preencha seu email e seu nome (opcional)

O artigo original em inglês foi escrito pela Patty Wipfler e pode ser lido neste link. Ele fala sobre a importância do nosso papel de pais e mães em ajudar nossos filhos a extravasar emoções que estejam dificultando sua vida, e como podemos fazer isso. A tradução foi feita pela Aila Nunes e revisada por mim.

A Aila é psicóloga e psicoterapeuta Junguiana (fale com  a Aila através do Facebook dela) e quis colaborar comigo para trazermos o máximo de informações do Hand in Hand Parenting para a lingua portuguesa. Se você sabe traduzir do inglês para o português e quer participar dessa força tarefa, entre no site do Hand in Hand Parenting, escolha um artigo que te interessa, traduza e mande para eu revisar e publicar. Você estará ajudando milhares de mães, pais, avós, cuidadoras e educadores a terem acesso gratuito. Se você quiser, posso colocar o link da sua página no artigo que você traduziu.

Leia mais

3 Reflexões Sobre O Lindo (e difícil) Trabalho de Criar Filhos

Setenta pais, mães e avós estão participando do primeiro curso on-line “Melhorando a Conexão Entre Pais e Filhos” que iniciei recentemente.  Resolvi compartilhar com vocês alguns depoimentos dos pais (em Itálico) e algumas  reflexões que fiz ao longo dessas últimas semanas. Acredito, mais do que nunca, que precisamos criar uma comunidade de apoio a pais, mães, avós, cuidadores e educadores. O trabalho de criar uma criança é profundamente emocional e faz com que confrontemos emoções nossas que estão presas há muito tempo.  Leia mais

Pai conectado com o filho

Como Colocar Limites e Aumentar a Conexão com os Filhos

As vezes nossos filhos se comportam de uma maneira que desafia nossa compreensão. Por que o convite para vir tirar uma soneca na cama dos pais se transforma em um problema? Como enxergar isso como uma oportunidade para colocar limites e aumentar a conexão? Nessa história que aconteceu ontem eu conto tudo isso, explico como coloquei o limite e como isso ajudou meu filho a extravasar alguns sentimentos e depois a se conectar ainda mais comigo. Foi emocionante.

Lembre-se que não existe fórmula mágica. É apenas uma história, um conto, um “causo”. Se fizer sentido, fez. Se servir, serviu. Leia mais

Menino de Castigo

Péssimos Conselhos da “Supernanny”

Alfie Kohn Explica Por Que Castigos Não Funcionam

(Como muitos já sabem, gosto de recomendar o livro Unconditional Parenting para quem quer criar os filhos de forma mais respeitosa e diminuir os conflitos, sem utilizar controle e violência na forma de castigo. Pedi autorização para traduzir alguns artigos do autor, Alfie Kohn, e ele concedeu com muita gentileza. Segue o primeiro artigo que traduzi. Fala sobre o programa supernanny, seus problemas e as consequências desse tipo de criação para os nossos filhos. Se você quiser que esse livro seja traduzido deixe um comentário ao final do texto para que eu possa mostrar a editora que há interesse. Para ler o artigo no original em inglês, clique aqui no site do Alfie Kohn) Leia mais

Chorar, Brincar e Dar Muita Risada

(Esse é um texto duplo. Apresentou duas situações que ocorreram essa semana e mostro como está sendo importante entender melhor o significado do que muita gente chama de “birra” e eu chamo de “extravasar as emoções”. A primeira parte deve durar 2 a 3 minutos e a segunda entre 4 e 6 minutos) Leia mais

Limites na Hora da Comida ou Como Percebi o que Minha Filha Precisava

(Esse texto de 4 minutos fala sobre uma situação onde coloquei limites na hora das refeições, mas não satisfeito com o resultado, explorei o que estava acontecendo de forma mais profunda e a consequência foi linda)

Há 3 semanas Luna (4 anos) começou com um novo hábito à mesa: só começava a comer quando o Leo (2 anos) já estava quase acabando. Ela argumentava que queria ter mais no prato dela. Vocês podem imaginar o transtorno que isso causa, pois as refeições começaram a durar uma eternidade. Leia mais