Posts

Criança apanhando

Palmada não Educa: três princípios para ajudar na conexão com os filhos

Durante minha férias, algumas situações me chamaram a atenção e me levaram a refletir sobre a conexão entre pais e filhos. São situações corriqueiras que podem acontecer com qualquer um de nós. Coloco-as aqui não para que fiquemos nos chicoteando, mas para que consigamos sair do piloto automático e tentar outras formas de nos relacionarmos com nossos filhos. Espero que esse texto sirva de base para você refletir individualmente e/ou para conversar com seu companheiro ou sua companheira. Ao final do texto apresento 3 princípios que podem nos ajudar a evitar o uso das palmadas e outros tipos de punição. Leia mais

Chantagem não resolve

Café com Chantagem: Tirando a Liberdade dos Nossos Filhos

Hoje vou contar uma cena que observei dias atrás. Não houve nenhum incidente grave. A filha não fez birra, não houve castigo ou palmadas. Mas ainda assim a situação chamou a atenção e me deixou desconfortável.

Estava eu em um café, lendo algo no computador, quando entrou uma mãe com uma filha de aproximadamente dois anos. A menina ficou em pé no banco e começou a mexer em algo em cima da mesa. A mãe disse, num tom carinhoso: “Vamos sentar flor, com o pezinho para baixo, que nem a mamãe. Quando você sentar eu pego o que você estava mexendo e coloco aí para você.” Ela pega o objeto com o qual a criança brincava, mas decide dar outra coisa para ela, sem nenhuma explicação. Leia mais

Pai conectado com o filho

Como Colocar Limites e Aumentar a Conexão com os Filhos

As vezes nossos filhos se comportam de uma maneira que desafia nossa compreensão. Por que o convite para vir tirar uma soneca na cama dos pais se transforma em um problema? Como enxergar isso como uma oportunidade para colocar limites e aumentar a conexão? Nessa história que aconteceu ontem eu conto tudo isso, explico como coloquei o limite e como isso ajudou meu filho a extravasar alguns sentimentos e depois a se conectar ainda mais comigo. Foi emocionante.

Lembre-se que não existe fórmula mágica. É apenas uma história, um conto, um “causo”. Se fizer sentido, fez. Se servir, serviu. Leia mais

Laughter_by_David_Shankbone

Brincar de Cócegas Não é Tão Bom Para as Crianças

(Eu também fiquei surpreso quando ouvi isso dá primeira vez. Justo uma brincadeira que eu sei fazer bem e que os meus filhos gostam! Mas depois de escutar a explicação, fez todo sentido pra mim e espero que faça pra você. Deixe seus comentários sobre suas reflexões ou práticas após ler esse texto que explica por que não é adequado fazer cócegas nas crianças e como substituir as cócegas por brincadeiras muito melhores. Esse artigo foi escrito por Patty Wipfler, fundadora do Hand in Hand Parenting e pode ser lido no original em inglês no site www.handinhandparening.org) Leia mais

Dê Presença e não Presentes

Entre um carrinho novo ou sua atenção por 30 minutos ininterruptos, seu filho prefere sua atenção.

Entre uma boneca e uma boa brincadeira de pega-pega, sua filha prefere a brincadeira.

O brinquedo novo pode até gerar um sorriso e um grito de alegria. Pode até lhe render um abraço e um beijo. Mas isso tem curta duração. Lembra que você ficou super empolgado quando comprou o celular mais moderno e uma semana depois já o tratava como uma coisa normal? É a mesma coisa.

Sua presença abre as portas para um encontro verdadeiro com seus filhos. Leia mais