Posts

2236707066_b19320bca1 - menina seria

O Direito de Não Sorrir

(Esse texto foi escrito por Paula Kotaki. É um lindo exemplo de como podemos afirmar a singularidade de nossos filhos, frente a demandas de outros adultos que nos cercam. Paula é participante do Grupo Conexão Pais e Filhos. Esse grupo se encontra semanalmente por video-conferência para conversar sobre temas relacionados a Criação com Conexão e Educação pela Potência. O grupo é inclusivo: cada um entra e sai a hora que quiser e contribui com quanto puder/quiser, desde que o valor seja acima de zero.)

O Direito de Não Sorrir

Hoje um episódio me fez pensar em como é realmente importante estarmos conectados com nossos filhos, sem nos importarmos tanto com o mundo a nosso volta e principalmente com o que as pessoas vão pensar. O fato se deu ao levar minha filha de 3 anos e meio pra tirar foto 3×4… Leia mais

Tea_cups

Como Evitar Conflitos na Hora do Suco de Uva

Semana passada vivi uma situação que ilustra bem o que quero dizer quando falo em estar presente e conseguir respeitar as crianças, evitando conflitos. Estava na casa de amigos, pessoas muito queridas e pais que fazem tudo o que podem para criar seus filhos da melhor maneira possível. Esses amigos tem duas filhas de 6 e 4 anos que chamarei de Carla e Sofia respectivamente.

Meus filhos estavam brincando com Carla e Sofia no quintal da casa delas, quando Carla diz que está com sede e que quer suco de uva. Como é normal, isso gera uma reação em cadeia e, todas as crianças dizem que estão com sede e que querem suco de uva também.  Eu disse que ia buscar e fui para a cozinha. Estava com pressa para voltar para o quintal pois não queria deixa-los sozinhos. Leia mais

Silêncio. Conversar Atrapalha a Brincadeira das Crianças

(Esse texto apresenta algumas dicas importantes sobre o relacionamento entre adultos na presença das crianças. Essa história aconteceu no começo de 2013 quando ainda morávamos em campinas e demora apenas 3 minutos para ler)

Recebi uma ligação da Julia, uma mãe que conheci na Praça do Côco em Campinas. Eu estava com Luna e Leo e ela estava com a Livia, sua filha de 3 anos. Não me lembro bem como começou a conversa mas ao final decidimos nos ligar para que as famílias se conhecessem melhor. Pois bem, ela me ligou e como eu estava no meio de um trabalho, pedi para Regiane falar com ela. As duas combinaram de se encontrar na chácara da sogra da Juliana, a Miriam. Chegamos lá por volta das 17:00. Julia nos recebeu no portão e Livia estava logo atrás com uma saia vermelha. Quando ela viu a Luna foi logo comentando: “Olha a minha saia, ela é rodada.” Luna não perdeu a oportunidade e respondeu que a dela também era e fez um rodopio para mostrar. Leia mais